Aproxima-se os dias da glorificação de Jesus. Assim entendem os evangelistas e seus amigos , mais é diferente para aqueles que o condenaram e aqueles que estão ali, no templo, apenas como espectadores. Quem é esse homem afinal? Um agotador ou o messias? No templo ele fala de si mesmo num longo discurso teológico respondendo as questões que eles colocavam. A fé brotou no coração de muitos porem outros não acreditaram e morreram em seus velhos pecados. O reconhecimento verdadeiro vai acontecer quando eu for elevado da terra. Diante da prática e das obras de Jesus as autoridades fizeram a sua escolha e é essa escolha que, respeitada por Deus, não vai deixar que eles entendam os mistérios da morte e ressurreição de Cristo, então irão morrer em seus pecados, pois reafirmaram a sua posição contra a vida e por isso contra Deus. Sua opção os conduzirá a morte pois estão indo na direção oposta a de Jesus. A ironicamente eles perguntam se Jesus vai se matar. Jesus não entra na deles e a ironia do Evangelho é que cai sobre eles pois vão obrigar Pilatos a assinar a sentença de morte para Jesus. É reafirmado o comprometimento de Jesus com o projeto do Pai: amar, venerar e defender a vida humana. O pecado das autoridades religiosas está justamente no fato de eles pertencerem a este mundo, ou seja, o mundo que sustenta um arranjo social em que a vida é diminuída e até mesmo eliminada. A prática destas autoridades religiosas revelam uma total ignorância de quem seja Jesus e consequentemente de quem é o Pai. Jesus vai despertando nas pessoas o desejo de viver o Reino de Deus e aí o reino dos homens começa a ruir, começa a ficar fragilizado. A oposição a essa forma de viver na solidariedade e fraternidade é justamente porque isso tira alguns privilégios, ou alguns privilegiados, e assim se dá a necessidade de eliminar Jesus para poder manter-se. A morte de Jesus será o momento de sua glorificação, é na cruz que seu reinado é selado.

O Evangelho de hoje, Jo 8,21-30, é pra nós uma grande possibilidade de revisão de vida neste dia penitencial em nossa Paróquia e neste tempo de quaresma que a Igreja nos apresenta.  A condenação de Jesus continua acontecendo nos dias de hoje. A resposta a pergunta quem é Jesus, cada dia parece mais confusa na cabeça das pessoas e não conseguindo entender quem ele é não se consegue entender quem somos nós. O não conhecimento de si mesmo leva a pessoa a ficar atirando pedras nos outros e os julgando e condenando. A condenação de Jesus se dá por isso. Sua elevação na Cruz, eleva tudo o que é de Deus e glorifica e destrói tudo o que é contra a vida, contra Deus. Jesus mostra do alto da cruz que a humildade e o amor são as únicas coisas que podem vencer todo o tipo de mal, pois faz a pessoa nascer do alto e deixar as práticas perversas que caracteriza o mundo em que vivem os inimigos da vida. É doando a vida que Jesus recupera a nossa!

  UMA ÓTIMA TERÇA A TODOS!!!

NÃO VAMOS ESQUECER QUE HOJE É DIA DE MUTIRÃO DE CONFISSÕES ENA PARÓQUIA SANTOS ANJOS!!

P. Sebastião